sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Atuação.

"Sombrios os olhos da menina, que teve o coração partido.
Lembro do dia em que a vi pela primeira vez,
Sinto ainda seu sorriso cheio de luz a mudar minha vida.

Tenho a certeza das coisas, a dúvida do destino.
Um sorriso triste, uma lágrima escondida.
Os olhos a buscar o tesouro perdido.

Pobre menina, que tenta fingir...
Passa a vida a seguir sem forças.
Sente a vida pulsar a volta.

E quando as luzes da ribalta se acendem,
Atua, para que não vejam a dor,
Eu, apenas eu vejo, quando me olho diante do espelho."