sábado, 21 de janeiro de 2012

Excessão.

''Eu raramente quero brincar de esconder,
Mas se for você, eu deixo me achar.
Eu raramente deixo alguém mandar em mim,
Mas com você só consigo dizer "sim"...


Raramente me permito sorrir,
Mas você me faz sorrir até cansar.
Não é sempre que acordo cantando,
Só quando você passou a noite lá.


É difícil eu deixar de me preocupar,
E você me faz deixar tudo pra lá.
Adoro a liberdade,
Mas te pertenço, a cada segundo mais.


Eu quebro meus tabus,
Mudo de vida.
Tudo vira do avesso.
Tudo isso por você.''