segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A gata.

''Andando pela noite,
Em companhia das estrelas.
Como uma gata, serpeia a rua.
De salto alto, batom vermelho.


Olhos penetrantes, 
Riso cínico.
Vagueia a solta, em busca...
Em busca de que?


Movida a álcool e cigarros.
Alimentada de sonhos e amargores.
Ouve um blues, 
Canta com o coração.


Conversa vivamente,
Sente intempestuosamente.
Desconhece limites.
Repudia o romance.


Se perde em conquistas.
E quando a noite acaba,
Caminha de volta,
Uma gata borralheira, com um que de Cinderela.''