quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Som.

"Sinto na alma a expressão da tua a chegar.
Meus ouvidos captam o teu doce pesar.
É a tua melodia, que faz sentir o riso.
Que me move, que me encanta e me fascina.

Quando tocas essas cordas, tua alma toma forma.
Chega aqui, fundo e me enche de ti.
Minha voz se libera, e minha alma vagueia à solta.
E juntos contamos o que sentem esses corações.

Um acorde, um semi-tom...
O piano ao fundo fazendo um clima.
Esse som que nos une.
Uma melodia de dois corações.

Tua alma entende a minha,
Nessa língua que todos falamos.
Sinta a batida que chega aqui baby.
Vamos juntos dançar esse som.

Todos sabem daquilo que falo.
Todos entendem esse sentimento.
Não o percebemos, mas o adoramos.
Falo de ti ó doce Música."