terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Nós.

"Aqui na calada da noite, 
Me deito em teus braços.
O silêncio a falar aquilo que os olhos tentam ocultar.
Te tenho sem ter, me dou sem te pertencer.

Adoro lhe fazer corar ao elogiar seu sorriso,
Te faço querer brigar comigo quando de leve te deixo constrangido.
o quero te prender,
Mas detesto quando vais...

Meus olhos se perdem nos teus.
Te convido a entrar no meu mundo.
Guardo em segredo o que quero de nós.
E ao meu modo, me ponho a te amar."